EM RIO VERDE:

Entidades se unem para criação de cooperativa para abate de aves

A Brasil Foods (BRFoods) foi instalada em Rio Verde em 1998 o que agregou valor industrial e gerou empregos na cidade. A longo prazo os resultados foram ainda mais positivos para o município, entretanto, a agroindústria é responsável pela manutenção de grande parte da produção do setor. Essa semana a empresa anunciou o distrato com 41 núcleos de granjas aviárias, esse número contabiliza 164 galpões e a produção de até 25 mil animais por dia.

Líderes das entidades representantes começaram a se reunir na quarta-feira (04/07/2018) para encontrar soluções ao problema. O presidente da AGINTERP (Associação dos Granjeiros Integrados dos Produtores de aves, ovos e suínos), Osvaldo Soerger, O diretor da AGIGO (Associação dos Granjeiros Integrados do Estado de Goiás) e da COOPERSAG (Cooperativa dos suinocultores e avicultores de Goiás), Iuri Pinheiro Machado, o diretor da COOPERCARNE (Cooperativa dos Comerciantes de Carne do estado de Goiás), Volmir Paeze, o presidente do Sindicato Rural de Rio Verde, Luciano Guimarães, o secretário de desenvolvimento, Denimárcio Borges de Oliveira e o presidente da ACIRV (Associação Comercial Industrial e Serviços de Rio Verde), Ivo Marques de Moraes Júnior, uniram forças para sanar as dificuldades. 

A possibilidade encontrada para resolver o problema e fomentar o crescimento da agroindústria em Rio Verde foi a criação de uma cooperativa que seja responsável pelo abate e comercialização dessa produção. Iniciou-se então a busca por apoio e orientação. Uma nova reunião foi realizada na quinta-feira (05/07) e houve uma visita técnica à uma indústria da cidade para avaliar a possibilidade da instalação de um abatedouro de aves. 

O frigorífico teria capacidade para abater até 100 mil aves por dia. Os responsáveis agora estão planejando os tramites para criação da cooperativa e as plantas da indústria. Em breve a comissão apresentará os resultados e planejamentos que estão sendo realizados.

Fonte: ACIRV